[email protected] (83) 3531-3011 (83) 99160-6915

A Faculdade São Francisco da Paraíba - FASP assumiu o compromisso institucional de contribuir para promover o desenvolvimento educacional da região através do oferecimento de Ensino Superior nas mais diversas áreas do conhecimento, integrando o ensino, a pesquisa e a extensão. Esta meta coloca-se como uma forma de atingir a maioria dos campos profissionais da sociedade. A instituição entende que, na interação dinâmica com esta sociedade, define os seus campos de atuação acadêmica presentes e futuros.
A partir desse compromisso define sua política de trabalho em consonância com as necessidades e expectativas gerais da sociedade local e em interface permanente com o mercado de trabalho global e o sistema educacional superior. Neste processo cabe preparar o indivíduo para compreender a si mesmo e ao outro, através de um melhor conhecimento do mundo e das relações que se estabelecem entre os homens e entre estes e o meio físico e social.
A FASP entende que cabe preparar o indivíduo para compreender os impactos das novas tecnologias e da cultura através da concepção de sociedade como um processo complexo e inacabado onde valores e paradigmas estão sendo permanentemente questionados. Sociedade global composta por grupos diferentes, cujas características terão enorme importância para a FASP na superação do déficit de conhecimentos e no enriquecimento do diálogo entre povos e entre culturas.
A instituição também parte da necessidade de que, enquanto agência promotora de ensino superior deva ser possuidora de uma política de graduação rigorosa e sólida teoricamente e articulada organicamente a um projeto de sociedade e de educação com compromisso e responsabilidade.
A FASP está comprometida com a transmissão do saber, com a pesquisa, com inovações, com o ensino e a formação, com a educação permanente e a cooperação institucional, a fim de contribuir, enquanto extensão, com o desenvolvimento da região.
Obviamente a instituição reconhece as dificuldades de se estabelecer atividades de pesquisas numa instituição nova, situada em um Estado extremamente carente de equipes multiprofissionais. Este é o maior desafio da FASP, no que se refere à pesquisa: superar os obstáculos ao desenvolvimento da pesquisa acadêmica, com competência e seriedade.
Preocupada com a flexibilidade, a FASP preservará, sempre que possível, o caráter pluridimensional do ensino superior, proporcionando ao acadêmico uma sólida formação geral, necessária à superação dos desafios, de renovadas condições de exercício profissional e de produção de conhecimentos. Neste sentido, adotará a prática do estudo independente, como requisito à autonomia profissional e o fortalecimento da articulação da teoria com a prática através da pesquisa individual e coletiva e da participação em atividades de extensão.
Para garantir sua missão, a FASP organiza seu processo educacional no desenvolvimento das quatro aprendizagens fundamentais, recomendado pelo Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI.

1. Aprender a conhecer – caracterizado pela busca do domínio dos instrumentos do conhecimento com a finalidade precípua de descobrir, compreender, fazer ciência;
2. Aprender a fazer – entendendo-se que embora indissociável do aprender a conhecer, o aprender a fazer refere-se diretamente à formação profissional, na medida em que se trata de orientar o acadêmico a por em pratica os seus conhecimentos, adaptando a educação à configuração do trabalho na sociedade atual;
3. Aprender a viver juntos – constituindo-se num grande desafio para a educação, tendo em vista que trata de ajudar os alunos no processo de aprendizagem para a participação, a cooperação e, sobretudo para a busca coletiva de soluções para os problemas contemporâneos.
4. Aprender a ser – integrando as três aprendizagens anteriores e caracterizando-se pela elaboração de pensamentos autônomos e críticos que contribuam na formulação própria de juízos de valores, formando assim, um cidadão e profissional decidido e preparado para agir nas diferentes circunstâncias da vida.
Para concretizar sua política de formação a FASP tem como filosofia a promoção de ensino de qualidade através da criação e desenvolvimento de atividades acadêmicas que considerem os conhecimentos, as habilidades e as atitudes essenciais à formação humana e profissional.
Tomando como base esta filosofia a FASP elabora seus projetos pedagógicos cimentados num conjunto de princípios que configuram sua identidade e expressam sua missão de servir como elemento de desenvolvimento e construção do saber, criando alternativas de soluções para problemas postos pela sociedade, referenciando-se na ciência e tecnologia como fator de avanço e progresso da humanidade.
Estas diretrizes norteadoras requerem estratégias educativas variadas no pensar e fazer acadêmicos da instituição que buscará gradativamente:
1. Construção coletiva – expressa na intenção e prática de cada segmento que constitui a instituição, levando em conta a articulação dialética entre diferenciação e integração, globalidade e especificidade;
2. Interação recíproca com a sociedade – caracterizada pela educação e desenvolvimento econômico-social sustentáveis, reafirmando o seu compromisso como potenciadora da formação humana e profissional;
3. Construção permanente da qualidade de ensino, entendida e incorporada como processual e cotidiana da graduação e da pós-graduação, indagando continuamente sobre: Que tipo de sociedade temos e queremos? Qual a função da Faculdade diante das novas relações sociais e de produção? Qual o perfil do profissional a formar, frente às exigências do mercado de trabalho? Em que consiste a formação inicial e continuada de profissionais das mais diversas áreas do conhecimento?
4. Integração entre ensino, pesquisa e extensão – buscando a construção de um processo educacional, fundado na elaboração e reelaboração de conhecimentos, objetivando a apreensão e intervenção na realidade, enquanto uma totalidade dinâmica e contraditória;
5. Desenvolvimento Curricular – contextualizado e circunstanciado, expressão da concepção de conhecimento, entendido como atividade humana e processualmente construído na produção da vida material;
6. Busca permanente da unidade teoria e prática, o que exige a incorporação de professores e alunos em atividades de pesquisa e iniciação científica;
7. Adoção de aspectos metodológicos fundados nos pressupostos da metodologia dialética que concebe a sociedade e a educação como dinâmicas, contraditórias e partícipes da construção das relações infra e superestruturais;
8. Fundamentada na sua filosofia, missão e princípios gerais a FASP traça as diretrizes didático-pedagógicas para os seus cursos. Essas diretrizes solidificarão e explicitarão a intenção e prática acadêmica a serem desenvolvidas no decorrer das graduações da instituição.